Abertura de empresa

A abertura de empresa pode ser materialização de um sonho, uma forma de se reinventar ou de ser mais feliz com o trabalho, para outros pode ser meio de sobrevivência, a última saída. Uns empreendem por acidente, outros por vocação, alguns por ambição e também tem aqueles que gostam da ilusão da sensação de liberdade.

Tem quem comece por hobby, por gosto na informalidade e tem aqueles que planejam, possuem planos de negócios detalhados com planilhas sofisticadas, apresentações em Power Point e discurso afiado.

Nada disso desabona a iniciativa, afinal empreender requer um pouco de fé, e no fim das contas qualquer ideia que é tirada do papel não deixa de ser um exercício de acreditar sem ver.

Recomendamos que comece pequeno, é importante dizer que pequeno não significa inútil, significa que vai entregar valor para o seu cliente com o mínimo de esforço possível, vai testar o seu negócio a sua proposta de valor, a imagem abaixo fala por si só:

Abertura de Empresa

Abertura de Empresa

 

Eu não sei do que se trata o seu negócio, mas lhe garanto que a sua empresa vai ser aberta ou para atender desejos ou para suprir necessidades e sendo qual for o seu ramo de atuação as pessoas vão precisar conhece-la, afinal como alguém pode contratar um serviço ou adquirir um produto que não conhece?

Como definir o nome da minha empresa na abertura?

Para ser conhecido sua empresa vai precisar de uma identidade, um nome e este nome pode ter duas características: Uma comercial e outra jurídica.

A característica jurídica definida pela RAZÃO SOCIAL da empresa, este nome serve para identificar inequivocamente a empresa em contratos, documentos oficiais, registros em órgãos públicos.

Já na questão comercial temos o NOME FANTASIA, que é o nome pelo qual a empresa quer ser conhecida pelos seus clientes, então é muito importante escolher bem este nome pois ele será base para o todo o trabalho que você fará que os potenciais clientes te conheçam. Saiba mais sobre nome fantasia e razão social no artigo.

A identidade da empresa não se resume ao nome fantasia e a razão social, você vai precisar de um logotipo de cores características, fonte específica e outros atributos que juntos vão compor a identidade visual da sua empresa, você pode inclusive registrar tudo isso como uma marca no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

Uma dica para quem está começando e não pode contratar uma agência de marketing profissional para fazer este trabalho é usar ferramentas na internet que geram logomarcas gratuitamente uma delas é o Free Logo Services que pode ser acessado em: https://www.freelogoservices.com/

Você não pode usar nomes de outras empresas, marcas conhecidas ou registradas, para evitar problemas com isto antes de bater o martelo na escolha do nome da empresa é importante fazer uma consulta no INPI e também na Junta Comercial do seu Estado.

Escolher nome de empresa que diz respeito ao produto ou serviço principal da empresa pode ser uma estratégia interessante para facilitar a comunicação uma vez que divulgando a empresa você divulga o produto e vice-versa, nem sempre isso é possível ou desejável, mas se for o seu caso pense com carinho.

Abri a empresa, o que vou fazer para ganhar dinheiro?

No que diz respeito a atividade da empresa, o ramo de atuação, é importante que o empreendedor identifique oportunidades que tem a ver com a sua experiência anterior, as vezes também pode ser necessário se associar a outra pessoa para completar as competências necessárias para a entrega de valor. Geralmente a oportunidade de negócio está próxima de você, dificilmente alguém que construiu uma carreira na área de informática, por exemplo, vai conseguir lograr sucesso no ramo de alimentação. Se sua vontade for esta, recomendo fortemente que procure uma franquia pois esta pode acelerar a sua curva de aprendizagem do negócio e viabilizar que ele seja bem-sucedido.

Uma vez definida a ATIVIDADE ECONÔMICA da empresa você mesmo ou o seu contador vai localizar o Código Nacional de Atividade Econômica (CNAE) correspondente a sua atividade. Este código está disponível para consulta no site da Comissão Nacional de Classificação (CONCLA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no link: https://concla.ibge.gov.br/

Com relação a sócios, importante também que tenha o mínimo de pessoas envolvidas, estritamente as que são extremamente necessárias, estatisticamente empresas que nascem com 3 ou mais sócios acabam tendo mais dificuldade para se estabelecerem e manterem um acordo que funcione ao longo do tempo, envolva o mínimo de pessoas possível no seu empreendimento.

Quem vai me ajudar a abrir empresa?

Uma vez definido os sócios, se é que você vai precisar de um, será necessário definir qual a parte da empresa que cada um vai ter para compor o QUADRO SOCIETÁRIO da empresa lembrando que só pode-se trabalhar com números inteiros. Então se temos 3 sócios, por exemplo, um deles vai ficar com 34% da empresa enquanto os outros 2 com 33% se a ideia for ter uma sociedade igualitária. Você pode obviamente definir que um sócio tem 50% outro 40% e outro 10% e qualquer variação que fizer sentido para os envolvidos na sociedade, somente respeitando o fato que não poder fracionar as cotas. Por exemplo, não é possível fazer uma distribuição de 33,33%, 33,33% e 33,34%.

Qualquer empreendimento vai precisar de uma quantia em dinheiro para iniciar, despesas com a abertura da empresa, reforma do imóvel (caso sua empresa seja estabelecida), compra de equipamentos, ações de marketing, estoque, capital de giro, contratação de pessoas entre outras, deverão ser estimadas por você e irão compor o CAPITAL SOCIAL da empresa.

Cada sócio deve participar com o valor correspondente as suas cotas na empresa, imagine que você estimou que serão necessários no total para iniciar o negócio o montante de R$10.000,00, voltando no exemplo onde temos 3 sócios sendo 1 com 34% e os outros 2 com 33% de participação na empresa o primeiro sócio deverá arcar com R$3400,00 enquanto os outros dois com R$3300,00.

Onde vai ser a empresa que vou abrir?

Com relação ao ENDEREÇO da empresa, aqui cabe distinção das empresas que possuem um estabelecimento, por exemplo um consultório de dentista, uma loja no shopping ou em uma região comercial, um escritório de advogados entre outros e as empresas não estabelecidas que são aquelas que não possuem um endereço físico, por exemplo um e-commerce, um prestador de serviços que trabalha no local do contratante ou em home office. As empresas não estabelecidas podem ser abertas no endereço da própria residência de um dos sócios ou até mesmo em um escritório virtual, não tendo necessidade de alvará de funcionamento. O endereço neste caso é apenas usado para correspondência, também conhecido como endereço fiscal.

Até o momento falamos um pouco sobre parâmetros básicos que vão constar no cartão CNPJ da sua empresa, são eles: RAZÃO SOCIAL, NOME FANTASIA, ATIVIDADE ECONÔMICA, CAPITAL SOCIAL, QUADRO SOCIETÁRIO e ENDEREÇO.

Isso é tudo?

Apesar de serem fundamentais para a formalização do negócio, estes parâmetros por si só não constituem uma empresa, lembra da entrega de valor?

Você vai ter que ser muito bom na ATIVIDADE ECONÔMICA que resolveu trabalhar, mas isso também não é suficiente para colocar o negócio de pé e fazer com que ele prospere.

Existem processos de negócio que não estão diretamente relacionados com a ATIVIDADE ECONÔMICA da empresa, mas são fundamentais para o sucesso do negócio, podemos listar alguns abaixo.

– Marketing

– Vendas

– Relacionamento com o Cliente

– Faturamento

– Cobrança

Vamos explorar um pouco estes processos e como começar de maneira a despender o mínimo de recursos, mas sem deixar de garantir a completude das necessidades de uma empresa iniciante, este assunto será tratado em nosso próximo post. Até lá!