Olá! Bem – Vindos ao Meu Contador Online! Muitos dos nossos leitores desejam apostar em aplicações financeiras. Este é um processo que exige auto – conhecimento bem como entendimento de assuntos relacionados ao mercado financeiro. Sendo assim, para auxiliá-los neste sentido, descrevo abaixo dicas essenciais para que você enquanto investidor iniciante faça aplicações que tenham retornos correspondentes aos seus objetivos. Vamos lá?

Antes de realizar investimentos: Organize sua vida financeira

Parece óbvio não é? Mas muitos que desejam começar a investir, desconsideram algumas dívidas pré – existentes e acreditam que a rentabilidade dos investimentos serão facilitadores para organizar as finanças. As taxas de juros relacionadas a empréstimos, cartões de créditos e afins, em geral são mais altas do que a rentabilidade dos investimentos. Sendo assim, antes de começar a investir faça um levantamento de todas as suas dívidas, analíse as possibilidades de negociação ou quitação dos valores, após isso, você estará pronto para destinar parte da sua renda para as aplicações.

 

Conheça o seu perfil: Que tipo de investidor é você?

Conhecer o seu perfil é essencial para iniciar as aplicações, se você é conservador não se sentirá bem em realizar investimentos que podem ser muito rentáveis mas que em contra partida são arriscados. O mesmo se aplica para investidores agressivos que preferem a rentabilidade mesmo diante dos riscos, estes, não ficarão satisfeitos realizando investimentos seguros mas pouco rentáveis. Confira abaixo os perfis existentes:

 

Conservador: Este investidor prioriza a segurança em suas aplicações, tem como principal objetivo preservar o seu patrimonio e em geral opta por investimentos com baixa oscilação e riscos de prejuízo tais como: Tesouro Direto, CDB, LCI/LCA ou seja Fundos de Renda Fixa.

Moderado: Este investidor está entre os conservadores e investidores agressivos. O investidor moderado gosta da segurança e investe em renda fixa, contudo, é mais tolerante aos possíveis prejuízos e investe tambem em renda varíavel. Em menor proporção é claro, mas visando retornos a médio e a longo prazo, aceita os riscos provenientes da renda varíavel.

Agressivo: Este investidor entende que perdas momentâneas a curto prazo são necessárias para aproveitar lucros mais altos a longo prazo. Conhece o mercado financeiro, é equilibrado emocionalmente e entende as variações do mercado. Geralmente faz aplicações em renda variável e em ações de empresas.

 

Defina metas:  De curto, médio e longo prazo

Mais do que investir é preciso saber a razão pela qual você deseja investir. Se não for algo concreto em pouco tempo você perderá o estímulo necessário para continuar investindo. Sendo assim, identifique suas razões: Conquistar liberdade financeira, estudar fora do país, montar seu próprio negócio… As opções são infinitas. Reflita sobre seus anseios, isso norteará seus investimentos.

 

Leia sobre o mercado financeiro

Entender o mercado financeiro e investimentos em geral o tornará um investidor mais consciente, técnico e emocionalmente equilibrado para tomar decisões, gerando assim, mais rentabilidade. O conhecimento é a chave para o desenvolvimento e isso tambem se aplica ao mercado financeiro. Sendo assim, busque conhecimento, leia livros, assista vídeos, faça cursos, tudo o que estiver ao seu alcance para conhecer mais sobre o mercado e investir cada vez melhor.

 

Faça uma reserva de emergência

Imprevistos acontecem, logo, devemos estar preparados para situações emergenciais. Reservar o correspondente a 3 meses de salário (ou para empreendedores pró-labore) é o mínimo esperado para situações de emergência. A reserva ideal corresponde a 6 meses de renda, com a reserva, você sentirá mais segurança para realizar investimentos mais arriscados.

Quais são as principais dicas para investidores iniciantes? 1 Investidores iniciantes

Contabilidade Online descomplicada e econômica para a sua empresa

a partir de

R$ 119,00/mês